Tradução com assinatura digital: tecnologia refletida em eficiência e sustentabilidade

Por Katia Gurgel

Garantindo velocidade e facilidade no intercâmbio de informações entre brasileiros e
estrangeiros, a assinatura digital tem sido comum para validar a tradução juramentada
de documentos e ainda ajuda a evitar casos de falsificação e plágio através de
criptografia, contribuindo para a segurança do documento traduzido, que passa a ter
validade jurídica, substituindo o reconhecimento de firma feito em cartório.
A assinatura digital é reconhecida juridicamente se tiver um certificado digital válido,
ou seja, que não tenha sido suspenso, revogado ou vencido. Porém, mesmo quando o
certificado tiver sido expirado ou revogado, as assinaturas que foram realizadas
durante o período de vigência do mesmo continuam valendo e podem ser
conferidas.

Somente os Tradutores Públicos e Intérpretes Comerciais (TPIC) matriculados na Junta
Comercial de cada estado podem realizar e assinar traduções juramentadas.
O Flash Traduções oferece o serviço de tradução juramentada com assinatura
digital (Certisign), no par de idiomas Inglês-Português, tornando o processo
mais prático e rápido, já que a entrega do serviço é feita eletronicamente e
dispensa o reconhecimento de firma do TPIC no cartório. Muitos cartórios já
aceitam, inclusive, as versões juramentadas eletrônicas (e-VJ) via e-mail para o
apostilamento.

É importante ressaltar que a tradução juramentada digital possui exatamente o
mesmo valor jurídico que a tradução juramentada impressa.
A tecnologia da criptografia e a credibilidade de nossos TPIC tornam o documento mais
seguro e inviolável. É uma solução confiável e eficiente que economiza tempo e zela
pelo meio ambiente.

Fonte:
http://www.cnj.jus.br/tecnologia-da-informacao/processo-judicial-
eletronico-pje/certificacao-digital

Conheça os tipos de certificados digitais ICP Brasil